in

Porcelanato Líquido – vantagens e desvantagens

porcelanato líquido
Imagem: Escritório de arquitetura em Araraquara

Já ouviu falar em porcelanato líquido e não sabe o que é isso direito? Continue nesse post e você vai saber tudo que precisa!

O Porcelanato Líquido é usado já há muitos anos em ambientes como indústrias, consultórios, clínicas, etc, pois ele possui uma resistência alta a ataques abrasivos mecânicos, produtos químicos e a proliferação de microorganismos mas ultimamente pela sua beleza caracterizada pelo alto brilho e a uniformidade vem ganhando espaço nas decorações de casas e apartamentos.

Ele é uma resina transparente e brilhosa autonivelante aplicada como revestimento sobre um piso já existente como madeira, concreto, etc.Também podem ser utilizadas resinas coloridas para dar um acabamento a gosto do cliente ou também é possível imprimir adesivos de alta qualidade para personalizar o piso.

Porcelanato Líquido não tem porcelanato na composição do produto:

Você sabia que apesar do nome Porcelanato Líquido, não há porcelanato na composição do produto (como assim???) pois é, esse nome é meramente ilustrativo e foi adotado pelo efeito visual causado pelo produto: alto brilho, sem juntas, uniforme, lembrando um porcelanato. O certo seria chamar esse tipo de revestimento de piso monolítico de resina, sendo então um revestimento sintético, podendo ser de resina Epóxi, Uretano ou Poliuretano. Ambas resinas possuem as mesmas características com um que outro ponto que difere uma das outras.

Resina de Epóxi:

É a mas utilizada no mercado, pois tem um custo menor, é de fácil manipulação, pouco tóxica, possui baixo odor e aguenta um alto tráfego. Ela possui muitas opções de cores o que a torna mais usada para decorações, tem um ótimo acabamento além de impermeabilizar as superfícies impedindo infiltrações e é fácil de limpar. Seu ponto fraco é que com a exposição aos raios ultravioletas, ela pode amarelar e calcinar se exposta a períodos longos de exposição solar, sendo então mais indicada para ambientes internos, que não terão exposição diária ao sol.

Resina de Uretano:

É fosca, tem menos variações de cores, tendo um acabamento mais rústico, ela seca mais rápido na hora da sua aplicação, possui uma grande resistência química e física. Em relação a exposição solar é muito semelhante a resina de Epóxi, sua vantagem é que suporta grandes variações de temperatura, como temperaturas baixas de -40ºC e altas como 100ºC, portanto ela é indicada para áreas abertas e externas mas com proteção solar contra os raios UV.

Resina de Poliuretano:

Para ambientes externos é a mais indicada, pois ela tem uma boa resistência química aos raios Ultra violetas e à abrasão. Ela também possui uma boa flexibilidade mecânica portanto ela consegue acompanhar as mudanças climáticas que causam dilatações e retrações naturais por conta das mudanças de temperatura, sendo assim a resina de poliuretano evita fissuras, trincas e rachaduras.

Existem outros tipos de resinas menos usados, como as resinas Poliureias ou as resinas Metil Metacrilato, elas possuem altos níveis de reatividade e conseguem reagir a temperaturas abaixo de zero inclusive. Mas elas são mais caras, amarelam se expostas ao sol e possuem cheiro forte.


Aproveite e confira:


Quais as principais vantagens do Porcelanato Líquido?

  • Requer pouco tempo para aplicação;
  • Por ser um piso monolítico ele tem um alto nível de assepsia, ou seja ele evita que microorganismos se proliferem rapidamente;
  • Fácil de higienização;
  • Pode ser aplicado encima de diferentes tipos de piso como: madeira, concreto, azulejo, mármore, metal, cerâmica, etc;
  • Como o Epóxi impermeabiliza o chão não há absorção de substâncias como óleo, gordura, materiais de limpeza, microorganismos, etc;
  • Possui boa durabilidade e grande resistência;
  • Ele é autonivelante, portanto ele ajuda a tornar o chão uniforme. Ele repara possíveis desníveis, falhas ou imperfeições de superfícies irregulares como as feitas de concreto;
  • Aguenta grande impacto e movimentação de carga (conforme a resina utilizada);
  • Sua manutenção geralmente tem baixo custo;
  • A opção brilhosa, dispensa o uso de ceras ou outros produtos para dar brilho ao chão;
  • As resinas de uretano e poliuretano aguentam grandes mudanças de temperatura evitando o aparecimento de trincas e fissuras;
  • Não possuem cheiro forte;
  • O piso de porcelanato líquido pode ser personalizado com adesivos;
  • Na hora da aplicação não faz sujeira, nem deixa entulhos;
  • Possui uma estética uniforme, pois como não tem rejunte, ele dá uma ideia de continuidade, que fica muito bacana para ambientes abertos como sala e cozinha.

Quais as desvantagens do porcelanato líquido?

  • Só pode ser aplicado por um técnico profissional treinado e capacitado;
  • Risca com facilidade se não for utilizado aditivos para acabamento;
  • Tem um custo alto;
  • Pode amarelar pois reage com a exposição solar, neste caso precisa de uma aplicação de proteção solar.

Como a resina é aplicada?

Não existe um método padrão mas no geral ela é espalhada sobre a base (madeira, concreto, metal, etc.) com a ajuda de uma espécie de rodo após a ela ter sido devidamente lixada e higienizada, importante salientar que a superfície precisa ser bem higienizada não pode haver manchas de gordura, poeira, umidade ou manchas de outras substâncias. Depois, é preciso aguardar o tempo de secagem, que pode variar de algumas horas até dias dependendo do tipo e finalidade a qual o piso será submetido.

Como já mencionado o material é autonivelante mas é necessário ter resina suficiente para isso ocorrer, pois caso não haja resina suficiente, as partes mais altas podem ficar com pouca quantidade de resina ou com a base descoberta. Por isso é importante que a aplicação seja bem feita e bem distribuída.

Como é feito a limpeza?

Com sabão neutro ou detergente neutro e água. Outras substâncias podem danificar o piso. Existem no mercado também opções de produtos específicos para higienizar porcelanatos líquidos.

What do you think?

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

cozinha-pequena

Cozinha pequena: como planejar e inspirações